Selecione o Periodo:
De
   
Até
 

 



Clique e acesse o projeto Cartografia Yanomami
 
Clique e acesse !
 
Clique e acesse !

 

Pesquisa Geral
 

Brasília,     


.  

 

 

 


Untitled Document

Esta seção procura seguir toda a atualidade Yanomami no Brasil e na Venezuela. Apresenta notícias produzidas pela Pró-Yanomami (CCPY) e outras ONGs, bem como notícias de imprensa. Propõe também comentários sobre eventos, publicações, exposições, filmes e websites de interesse no cenário Yanomami nacional e internacional.

Notícias CCPY Urgente

Data: 16 - Dezembro - 2005
Titulo: Malária continua a se agravar entre os Yanomami
Fonte: CCPY – Comissão Pró-Yanomami, Boletim nº 73

Untitled Document

Malária continua a se agravar entre os Yanomami

O quadro da malária na Terra Indígena Yanomami continua a se agravar (ver mapa). Além dos 1006 casos registrados até setembro de 2005 em toda a área (ver Boletim Pró-Yanomami 72) , foi constatado um repentino aumento, entre os dias 23 de outubro e 3 de dezembro, no pólo do Toototobi que tem uma população de 477 pessoas.

Foram notificados 93 casos somente naquele período, sendo 24 de Falciparum, forma letal de malária (correspondendo a 26% dos casos), e 69 de Vivax (74%), contrastando com os 42 casos de Vivax registrados durante os primeiros nove meses do ano.

O pólo do Toototobi, assim com os do Demini e do Balawaú, situa-se na região do alto rio Demini, região que foi atingida também pela malária proveniente de povoamentos próximos aos limites da Terra Indígena Yanomami, instalados por moradores do município de Barcelos, Amazonas (ver Boletim Pró-Yanomami 71). Nos três pólos, que juntos têm população de 1236 pessoas, foram registrados 128 casos entre janeiro e setembro de 2005. O pólo do Aracá também teria sido atingido por essa onda, após quatro anos sem o registro de um único caso de malária: de janeiro a setembro deste ano, foram notificados 48 casos entre os 341 Yanomami ali residentes.

Untitled Document
Coordenação Editorial: Bruce Albert (Assessor Antropológico CCPY) e Luis Fernando Pereira (Jornalista CCPY)


 

 

 


  Para informações adicionais favor enviar

  e-mail para o escritório central da
  Comissão Pró-Yanomami no seguinte
  endereço:
   
  proyanomamibv@proyanomami.org.br
   

Comissão Pró-Yanomami © 2007
A comissão incentiva a veiculação dos textos desde citadas as fontes.